sexta-feira, 5 de junho de 2009

tudo.em.dobro.

Ontem eu me vi sozinha por alguns minutos e pensei na vida, naquelas coisas que a gente só pensa quando ta sozinho mesmo. Lembrei da minha avó me pedindo pra arrumar a televisão que não estragou, lembrei das histórias bizarras que ela me conta, Imaginei como seria o meu futuro(novidade). Lembrei de usar o shampoo fedido pra tirar as manchas fúteis que saíram no meu rosto, lembrei também que eu tenho uma galera pra chamar de minha e aí sim eu me dei conta de que eu realmente tenho a felicidade. Eu sou feliz e não tenho , não mesmo, não tenho motivos Concretos pra reclamar.
Eu reconheço que eu reclamo pra caralho, mas eu sou feliz, sou calma e conseideravelmente conformada com as coisas do mundo. Agora escrevendo esse texto, eu percebi que não é tudo tão fácil assim. Quem no mundo quer ficar sozinho pra pensar do que sair pra uma boa balada ? Quem é que lembra que a avó é importante pra cacete na vida da gente antes dela morrer ? Quem é que curar as manchas do rosto se o que todo mundo quer mesmo é curar as do passado, as manchas do coração ? Nem todo mundo é calmo, verdadeiro, conformado com esse mundo em que não se tem mais condições de nada, esse mundo podre, fedido mesmo em que a gente vive. Quem é que em plena consciência consegue ser feliz com a porra da humanidade que ta cada vez pior?
Foi aí que eu encontrei o meu maior erro, o nosso maior erro. Todo mundo reclama demais, quer demais, bebe demais, fuma demais, Ama demais. Nós amigos, queremos tudo demais e esquecemos de somente sermos felizes e Nada mais . Pense.

(Rafaella)

Um comentário:

'biih ;) disse...

noossa, muito lindo. :(