quinta-feira, 18 de junho de 2009

inevitável.

Descobri que eu gosto de estradas e consequentemente eu gosto de viajar. Descobri que eu gosto de estar sozinha. Descobri que eu gostaria de ser colunista de qualquer jornal, site ou revista. Descobri que eu não gosto de ver gente triste. Descobri que nem eu me conhecia bem. Descobri que eu e você vivemos num mundo de descobertas absurdas, ou nem tão absurdas assim. Descobri que eu sou boba. E viver descobrindo é viver bem. Eu descobri isso sozinha! E descobrir é bom, tão bom.
Enfim, nós usamos o sábado todo viajando , gostei da estrada e de tanto olha pra ela eu me perdia da conversa, eu era a boba. Na festa a noite eu me entreguei à total alegria sem pensar no depois, fugi de mim, e fui boba. Mas ser boba é inevitável cara amiga boba. Sou tão boba que deitada na minha cama eu penso nas letras de musicas que todo mundo escuta mas não ouve, no meu futuro que eu não decido nunca como eu pretendo que seja . Descobri Agora que eu sou tão boba e gosto de ser assim. E de tão boba que sou, vou terminar esse texto sem um final certo ou uma conclusão, só para que você faça o seu final e tire as suas conclusões.

(Rafaella)

Um comentário:

Jennifer Karen disse...

Eu já pensei em ser colunista de alguma revista, jornal não, mas revista sim!
Beijos.