sexta-feira, 17 de outubro de 2008

longee.

Eu queria
Queria ver quem não vejo há tempos
Mesmo que falta já não façam
Queria dizer que são especiais
Queria lembrar dos velhos tempos
No quintal, brincadeiras
Carinhos recebidos, a alegria.
A tarde opaca caindo e o pão sobre a mesa
Infância feliz, e inocente
Características melhor das melhores.
O mundo mudou e isso acabou...
Agora têm idade, e distância

Um comentário:

Thata Cari disse...

a lembrança, a saudade, a fome de ter tudo de novo, relembrar, experimentar e eternizar, não?